Delegação angolana nas Maurícias para tentar recuperar milhões do Fundo Soberano

Uma delegação angolana, incluindo representante do FSA, são esperados Segunda-feira nas Maurícias para discutir o possível repatriamento de centenas de milhões de dólares congelados em contas da companhia Global Quantum.

22 Abril de 2018 - 18:19


Uma delegação angolana, incluindo representante do Fundo Soberano de Angola, são esperados Segunda-feira nas Maurícias para discutir o possível repatriamento de centenas de milhões de dólares congelados em contas da companhia Global Quantum que trabalhava para o fundo quando este era administrado por José Filomeno dos Santos.

As autoridades mauricianas congelaram recentemente 91 contas associadas à Global Quantum e segundo o jornal mauriciano “Défi” Angola quer que sejam repatriados 3.000 milhões de dólares que foram transferidos pelo fundo para serem administrados em investimentos por aquela companhia.

O proprietário de Global Quantum, Jean Claude de Morais ,é um parceiro comercial de José Filomeno dos Santos e teria recebido cerca de 41 milhões de dólares do fundo e outros 34 milhões teriam sido pagos para contas da Quantum Global Alternative Investment.

Os jornais mauricianos dizem que as 91 contas congeladas à Quantum Global estão avaliadas em cerca de 446 milhões de dólares e que outros 151 milhões de dólares foram encontrados em 33 contas congeladas do AfrAsiabank.

Representantes da Quantum Global estiveram num tribunal mauriciano na Sexta-feira para tentar obter uma ordem para descongelamento das contas para poder pagar aos seus empregados e aos seus representantes legais.

As autoridades mauricianas suspenderam também as licenças de operação de sete fundos de investimentos ligados ao fundo soberano

A Quantum Golbal tem sempre negado ter estado envolvida em qualquer acção ilegal e queixou-se de que nunca lhes foi explicada a razão para o congelamento das suas licenças e contas bancárias

Fonte: Voa Português